Um grande projecto europeu

Em 2012, o Aube dedicou o seu ano cultural aos Templários, cujo evento central foi a exposição Templar, uma história, o nosso tesouro organizado pelo Conselho Departamental. Foi no simpósio internacional deste evento que o Aube e os portugueses levantaram pela primeira vez a possibilidade de criar um Itinerário Cultural Europeu dos Cavaleiros Templários.

 

Enquanto o Departamento de Aube representa o “Alfa” do itinerário, o berço dos Templários, a cidade de Tomar é a “Omega”, a cidade sobrevivente mais longa da Ordem.

 

A história da Ordem do Templo está intimamente ligada ao departamento. Hugues de Payns, nativo de uma aldeia perto de Troyes, foi o fundador e primeiro mestre do Templo, uma ordem reconhecida no Conselho de Troyes em 1129. A regra da Ordem foi elaborada e adoptada sob a égide de Bernard de Clairvaux. O champanhe forneceu figuras importantes da Ordem do Templo e das Cruzadas.

 

A cidade de Tomar, localizada no coração de Portugal, foi fundada em 1160 como a sede dos Templários. Foi a última sede provincial templária na Europa. Listado pela UNESCO como Património Mundial, preserva um património templário em perfeito estado, incluindo o castelo, o Convento de Cristo e os túmulos dos primeiros Templários.

 

Em 2014, para comemorar o 700º aniversário da morte na fogueira de Jacques de Molay, o último Grande Mestre da Ordem dos Templários, L’Aube e Tomar decidiram unir-se em torno do tema dos Templários e criar um Itinerário Cultural Europeu (ECI) intitulado: “Rota Templária Europeia”.

 

Para tornar este projecto uma realidade, os dois territórios criaram a Federação Europeia da Rota dos Templários em 2016.

Até à data, os membros são:

 

Os membros fundadores
Departamento de Aube, França
Cidade de Tomar, Portugal
Cidade de Ponferrada, Espanha (2017)
Cidade de Perugia, Itália (2017)

 

Membros activos

Igreja do Templo, Inglaterra (2018)
Association des amis de l’histoire de Vianden, Luxemburgo (2019)
Commune de Mesnil-Saint-Loup, Aube (2019)
Associação dos Amigos do Comandante de Epailly, Côte-d’Or (2019)
Posto de Turismo do Pays Châtillonnais, Côte-d’Or (2019)
Associação Mémoires d’Orient, Grand-Est (2019)
Comando Templário de Rugney, Vosges (2019)
Commanderie Templière de Jales, Ardèche (2019)
Museu Hugues de Payns, Aube (2019)
Soprador de penas, Dawn (2019)
Temple-sur-Lot, Lot-et-Garonne (2020)
Ste-Eulalie de Cernon, Aveyron (2020)
Comissão Departamental do Turismo, Aube (2020)

 

Membros associados
Champagne Rémi Massin & fils (2019)
Champagne Dumont (2019)
Commanderie San Filippo de Plano, Italie (2019)

Na Assembleia Geral de Junho de 2020, a Sra. Anabela Freitas, Presidente da Câmara de Tomar, foi eleita Presidente por um mandato de 3 anos. (Portugal). É assistida pela vice-presidente da Andrea ROMIZI, Presidente da Câmara de Perugia (Itália) e Gérard ANCELIN, Presidente da Comissão de Economia, Ensino Superior, Turismo e Desenvolvimento Cultural do Conselho Departamental de Aube (França).

A 17 de Outubro de 2018, os membros, reunidos numa assembleia geral extraordinária em Perugia, Itália, adoptaram estatutos disponíveis em francês.
Téléchargez les statuts

Tal como apresentado nos estatutos da Federação Europeia da Rota dos Templários, “o objectivo da associação é reunir os territórios e instituições dos estados membros do Conselho da Europa, representando os territórios (estados, departamentos, intermunicipalidades, comunas, associações, etc.) que foram afectados pela presença dos Templários”, em torno das seguintes directrizes:

  • Promover intercâmbios através da organização de encontros, colóquios e publicações em relação a universidades, instituições culturais e associações históricas.
  • Promover e apoiar acções para aumentar o valor do património templário.
  • Desenvolver acções de animação e promoção através da criação de exposições, eventos artísticos e culturais e visitas de descoberta, particularmente no contexto de intercâmbios turísticos, escolares e universitários.

 

No âmbito do programa Rotas Culturais Europeias, a Rota dos Cavaleiros Templários compromete-se a cumprir os seguintes objectivos

 

  1. Investigação e cooperação para o desenvolvimento
  2. Promoção da memória, história e património europeus
  3. Intercâmbio cultural e educativo de jovens europeus
  4. A prática contemporânea da cultura e das artes
  5. Turismo cultural e desenvolvimento cultural sustentável

O comité científico é o garante da legitimidade patrimonial da Rota dos Templários como Itinerário Cultural Europeu. É responsável pela validação da informação científica publicada, enriquecendo o conhecimento sobre o ecossistema Templário e desenvolvendo ligações sociais, culturais e económicas internacionais.

 

Presidente Honorário : Alain DEMURGER

Presidente do Conselho de Administração : Arnaud BAUDIN

 

França :

  • Arnaud BAUDIN, doutor em História, especialista em Champanhe medieval, sigilógrafo e heráldico e vice-director do Departamento de Arquivos e Património do Aube, França
  • Damien CARRAZ, professor universitário de história medieval, especialista da Ordem do Templo na Universidade Jean Jaurès (Toulouse)
  • Pierre-Vincent CLAVERIE, investigador independente em história medieval, especialista da Ordem do Templo
  • Alain DEMURGER, Professor Honorário de História Medieval especializado na Ordem do Templo e no Julgamento na Universidade de Paris 1 Panthéon-Sorbonne, França
  • François GILET, historiador independente, especialista da Commanderie d’Avalleur
  • Philippe JOSSERAND, professor de história medieval, especialista em ordens militares e templarismo (séculos XVI-XVIII) na Universidade de Nantes
  • Thierry LEROY, doutor em história, especialista de Hugues de Payns
  • Vincent MARCHAISSEAU, arqueólogo do Institut national de recherches archéologiques préventives (Instituto Nacional de Investigação Arqueológica Preventiva)
  • Jean MESQUI, castelologista, especialista em arquitectura militar das Cruzadas
  • Cédric ROMS, arqueólogo do Institut national de recherches archéologiques préventives (Instituto Nacional de Investigação Arqueológica Preventiva)

 

Itália :

  • Elena BELLOMO, PhD em História Medieval, especialista em ordens militares e cruzadas na Universidade de Cardiff.
  • Gaetano CURZI, doutor e professor catedrático de história da arte medieval, especialista em arte durante as Cruzadas na Università di Chieti, Pescara
  • Sonia MERLI, doutora em história, diplomata
  • Loris NADOTTI, professor de história económica, especialista em economia e políticas de financiamento territorial, transferência de tecnologia e avaliação de impacto turístico na Università degli Studi di Perugia
  • Giuliano ROMALLI, ISCR Istituto superiore per la conservazione ed il restauro, Ministero dei Beni Culturali, Roma)
  • Mirko SANTANICCHIA, doutor e professor de história da arte medieval, especialista em arte italiana do final da Idade Média, também em relação às Ordens da Terra Santa na Università degli Studi di Perugia
  • Carlo TOSCO, doutor e professor titular de história da arquitectura, especialista em arquitectura e paisagens medievais no Politecnico di Torino

 

Portugal :

  • Álvaro José BARBOSA, arquitecto, licenciado em conservação do património arquitectónico e paisagístico pela Universidade de Évora, curador do Convento de Cristo em Tomar
  • Maria João BRANCO, Doutora em História e Professora de História Medieval na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidad Nueva de Lisboa.
  • Hermenegildo FERNANDES, Doutor em História especializado em história medieval, islamismo medieval e história do Gharb al-Andalus na Universidade de Lisboa.
  • Ernesto JANA, professor, historiador no Gabinete de Estudos “Olissiponenses”
  • Gomes Martins MIGUEL, Doutor em História e Professor de História Medieval, especialista em Reconquista e História de Lisboa no CMLisboa e na Universidade Nova de Lisboa.
  • Carlos Antonio MARTINS GODINHO, licenciado em História, doutorado em ciências documentais pela Universidade de Coimbra
  • Joaquim NUNES, Membro Fundador da Associação Templ’Anima
  • Carlos RODARTE VELOSO, Professor Coordenador de História Artística e Cultural no Departamento de Turismo e Gestão Cultural da Escola Politécnica de Tomar

 

Espagne : Joan FUGUET I SANS, Doutor e Professor de História Medieval, especialista em Ordens Militares Ibéricas na Escola de Conservação e Restauração da Catalunha

 

Royaume-Uni :

  • Helen NICHOLSON, Professora de História Medieval, especialista no Odre do Templo da Universidade de Cardiff (País de Gales)
  • Nicholas MORTON, Docente e investigador na Universidade de Nottingham Trent (Inglaterra)

 

Allemagne : Karl BORCHARDT (University of Würzburg)

 

Grèce :

  • Nikolaos CHRISSIS, professor assistente de História Medieval Europeia na Universidade Demócrito da Trácia
  • Ioanna CHRISTOFORAKI, colega investigadora, Centro de Investigação de Arte Bizantina e Pós-Bizantina (Academia de Atenas)

 

Chypre : Nicholas COUREAS,  investigador em história medieval, especialista na ordem do templo em Chipre no Cyprus Research Center, Department of History

 

Israël : Vardit SHOTTEN-HALLEL, arqueólogo no Israel Antiquities Authority

 

Etats-Unis :

  • Sean L. FIELD, Professor na Universidade de Vermont (Burlington)
  • Jochen BURGTORF, Professor na Universidade Estatal da Califórnia (Fullerton)

 

 

Deseja contribuir com os seus conhecimentos nos campos da história, património, entretenimento, economia, geografia, turismo?

 

O seu contacto

Arnaud BAUDIN
Presidente do Comité Científico
Director Adjunto
Direction des Archives et du Patrimoine de l’Aube
131 Rue Etienne Pedron, 10000 TROYES – FRANCE
tél : 03 25 42 52 95
Arnaud.Baudin@aube.fr

Descarregue aqui a carta do comité científico

Junte-se ao projecto

 

Deseja

 

  • Desenvolver um sector turístico e cultural.
  • Beneficiar das acções e feedback da rede internacional.
  • Promover o intercâmbio turístico, escolar e universitário.
  • Para avançar o conhecimento sobre os Cavaleiros Templários
  • Encorajar uma dinâmica territorial sobre este tema.
  • Para melhorar a visibilidade do território.
  • Tirar partido das convocatórias europeias para projectos sobre este tema.

Torne-se um membro

 

Os membros activos ou associados são pessoas singulares ou colectivas, ou instituições que têm uma relação directa com o objectivo da associação, e que desejam ser associados ao projecto “Rota dos Templários”.